QG Notícias

Depois de Marta, o senador Paulo Paim também pode deixar o PT

março 21
12:57 2015

PORTO ALEGRE – Na quinta-feira (19), o senador gaúcho Paulo Paim conversou com  Zero Hora Notícias e afirmou não descartar a possibilidade de sair do PT. A relação dele com o partido estaria abalada desde que o diretório estadual o proibiu de aparecer na campanha. “Isso me causou surpresa. Eu era o único que não podia falar. Baixaram uma norma de que só falariam na TV e nos palanques os candidatos e o presidente do partido. Essa decisão me atingiu diretamente”, disse. Ele confessa que é assediado por outras siglas, mas disse que ainda não há nada concreto.

Nas últimas semanas, o senador tem sido um dos mais combativos às medidas de ajuste propostas pela presidente Dilma Rousseff, principalmente as que envolvem os direitos dos trabalhadores. Outro fator que pode influenciar na decisão de Paim é a possibilidade de o PT não querer que ele concorra à reeleição em 2018, quando serão disputadas duas cadeiras da bancada gaúcha.

“Em nenhum momento me disseram se vou ou concorrer ou não. O partido está em um momento difícil, é preciso reflexão, diálogo. O PT e o Brasil precisam entrar nos trilhos”. Oriundo do movimento sindical, Paulo Paim é filiado ao PT desde 1985 e exerceu quatro mandatos como deputado federal antes de ser eleito para o Senado, onde está desde 2003.

 

Sobre o Autor

admin

admin