Saiba da proposta de venda do Oeste para o Osasco Audax

 Extra!
Maio 29
23:40 2015

A vinda do Oeste de Itápolis para atuar em Osasco na série B do Campeonato Brasileiro tem uma justificativa elementar: o estádio municipal em Itápolis não teve as reformas exigidas pela Confederação Brasileira e, por consequência, fica impedido para a temporada.

Então surge Osasco na parada e as coisas se ajeitam – por Osasco entenda-se Audax, time que disputa a 1ª divisão do Campeonato Paulista. Em forte parceria com a prefeitura, a diretoria do Audax ajusta os números e consegue transferir o Oeste para jogar o Brasileiro no estádio do Rochdale.

Ponto final, fim de papo, tudo muito bem explicadinho. Mas não é só isso. Como o QG Notícias já divulgou, há mesmo proposta de compra do Oeste pelo Osasco Audax. Assim, a recente transferência do clube, ainda que tenha a bela justificativa detalhada no início deste texto, leva complemento: a transferência seria a primeira fase de adaptação do Oeste, diante da possibilidade de mudança definitiva.

E por que isso? Porque já foi divulgado que o Oeste carimba valor de venda a R$7 milhões, cifra estudada pela diretoria osasquense. Tudo depende do sim ou do não de Mario Teixeira, o homem que assina pelo clube. A reportagem chegou à informação que esses 7 milhões de reais seriam divididos em duas partes: a) Osasco entraria com um imóvel do dirigente, avaliado em R$2 milhões; b) os 5 milhões restantes seriam parcelados em prazo a combinar. Há, inclusive, acordos já arrolando as partes, caso o Oeste suba para a série A do Brasileiro.

O clube conta com todo apoio logístico, cobertura completa, e tem um expediente cem por cento osasquense. Plenamente engrenado na nova cidade, o Oeste não sentirá nenhuma alteração quando (e se) os cheques forem assinados – as mudanças seriam apenas no campo jurídico. Em termos práticos e físicos, o clube já faz parte de Osasco. (Márcio Silvio)

Sobre o Autor

admin

admin